Maringá pode se tornar a ‘Capital do Associativismo’ ainda neste ano

Cooperativismo

Maringá pode se tornar a ‘Capital do Associativismo’ ainda neste ano

Por Carina Bernardino em 14/09/2019 - 09:30

O movimento que destaca o cooperativismo local é da Sociedade Civil Organizada.

Player Ouça a reportagem

Há alguns meses as cooperativas maringaenses tentam tornar Maringá a ‘Capital do Associativismo’. É que o município tem cerca de 400 associações ativas em diversos segmentos. E atualmente, o cooperativismo gera 5 mil empregos na cidade e região e movimenta R$ 6 bilhões em faturamento. Com o novo título, os resultados das cooperativas serão ainda maiores, explica o presidente da Cocamar, Divanir Higino.

Os pilares do cooperativismo são: participação, solidariedade e união. Atitudes que unem empresas e pessoas com os mesmos objetivos, de superar dificuldades e gerar benefícios sociais e econômicos. O Sistema Ocepar aprova e acompanha o movimento em prol do título para Maringá. De acordo com o presidente José Roberto Ricken, as cooperativas já definiram algumas ações conjuntas para o fortalecimento do associativismo. 
Os investimentos de cooperativas no Paraná somam R$ 2 bilhões ao ano. Ou seja, o resultado do que é gerado fica no estado, o que ajuda no desenvolvimento local e regional. Em relação ao nome do novo título maringaense, a discussão é entre ‘Capital’ ou ‘Centro’ do Associativismo.

Notícias da mesma editoria