Irmão de auditor lamenta ‘torcida’ em julgamento
Imagem Ilustrativa/Arquivo: CBN Maringá

Caso Sevilha

Irmão de auditor lamenta ‘torcida’ em julgamento

Por Luciana Peña em 23/08/2019 - 13:02

O empresário Roberto Sevilha, irmão do auditor José Antônio Sevilha, assassinado em 2005 em Maringá, diz que família espera justiça, mas lamenta que entre o público que acompanha o júri, haja um grupo que está lá só para conferir o desempenho do criminalista Ércio Quaresma Firpe, contratado pela defesa do empresário Marcos Gotlieb, acusado de ser o mandante do crime. Esse grupo age, de acordo com Roberto, como se fosse uma torcida, o que causa indignação por parte da família.

Player Ouça Roberto Sevilha

O julgamento entra nesta sexta-feira(23) no quarto dia. O júri foi retomado no começo da tarde. A previsão de término é domingo (25). Até lá testemunhas e jurados ficam incomunicáveis num hotel da cidade. Essa situação tem afetado as testemunhas. Uma delas, ouvida na madrugada desta sexta-feira (23), estava visivelmente cansada, diz o diretor do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais, Hércules Kotsifas Maia.

Notícias Relacionadas

Notícias da mesma editoria