A retomada das atividades econômicas depende das pessoas
Imagem ilustrativa/Pixabay/domínio público

Opinião

A retomada das atividades econômicas depende das pessoas

O comentário de Gilson Aguiar por Gilson Aguiar em 09/04/2020 - 09:18

Estamos diante de uma decisão que gera cada vez mais tensão. Reabertura ou não das atividades econômicas? Esta questão está no centro de um debate que necessita de informação para se tornar uma decisão que venha a ser feita de forma segura. Os relatórios apresentados pelos poderes públicos são essenciais. 

Em Maringá, diariamente são apresentados números que nós esperamos mostrem a realidade do município em relação ao nível de contágio da Covid-19. Segundo levantamento feito entre os dias 1 a 7 de abril, o número de pessoas com casos confirmados teve um crescimento pouco expressivo e os de internamento uma queda. No primeiro caso, no dia 1 deste mês, eram 19 e no dia 7 foram 39. Contudo, vale lembrar que no dia 5 eram 33 e dia 6 eram 38. Já os de internações, no dia 1 de abril eram 53 e dia 7 eram 34.

Estamos usando pouco da estrutura de saúde direcionada para o tratamento do coronavírus. Logo, tudo indica que seria possível uma retomada gradativa das atividades econômicas com responsabilidade. Sem que permitissem o contato e aglomeração de pessoas. Obedecendo as normas de higiene. Exigindo responsabilidade de quem voltasse ao trabalho.

Logo, nós estamos no centro dos problemas e das soluções. Nossas ações é que são fundamentais para que qualquer decisão tenho o melhor efeito, por mais que a escolha possa não ser a mais adequada. Podemos fazer diferente e ter em nossas mãos resultados melhores diante de uma situação crítica. Ainda são as nossas escolhas e ações que podem ser mais determinantes na busca de um uma solução.